Meu pé de Pitanga.

Passei toda minha infância e adolescência morando em apartamento e quando casei, finalmente tive o imenso prazer de construir e morar em uma casa. Uma das primeiras coisas que fiz no quintal foi plantar um pé de Pitanga que cresceu e deu frutos. Me lembro direitinho da Nic ainda de fraldas colhendo pitangas no pé. 

 Um dia, só de brincadeira, resolvi plantar umas sementes em um vasinho e não é que, pra meu espanto, ela brotou e começou a crescer?

 Três anos que estávamos nessa casa, no Rio, precisamos mudar de cidade, foi quando viemos morar aqui na Bahia e tive que deixar meu tão querido pé de Pitanga,  mas trouxe comigo seu "filhotinho" e assim que pude, coloquei ele em nosso novo quintal.

Esse pequenino pé de Pitanga virou uma enorme Pitangangueira, visita de muitos passarinhos e alegria minha e das crianças que adoramos encher vasilhas e mais vasilhas de pitanguinhas.

Hoje em dia também temos um pé de acerola e pretendo fazer muito em breve uma hortinha, e até quem sabe plantar um pé de carambola, mas essa fica pra uma próxima história.

Abaixo Gui e nossas pitangas fresquinhas. Vai uma aí?